Ser avó ou avô – 1991

In memoriam:

João e Rachel Rocha Loures
Nelson e Stael Tavares.

Nesta segunda-feira, 03 de setembro de 2012, faleceu a minha vó Stael, mãe de minha mãe. Deixo aqui registrado o meu singelo tributo, escrito em 1991, a ela e aos meus outros avós que já haviam partido. 

Casamento de Rachel e João

É saber amar o neto
E dedicar-lhe todo o carinho e afeto.

Tratá-lo com respeito,
Saber educar de peito aberto.
E guiá-lo pelo caminho certo.

É saber gargalhar
Simplesmente por nada.
E rir de novo
Só para agradar o povo.

É saber consolar o neto choroso,
Abraçá-lo com ternura.
Pra toda dor, que melhor cura
Que um colinho gostoso?

Ter sempre boa memória
Para contar a sua história.
Conhecer todas as lições de vida,
De toda ela percorrida.
Transmitir sabedoria
Em um clima de harmonia.
Conhecer o respeito e a moral
E ensiná-los de modo muito especial.
Saber encarar um problema
Com a tranquilidade de um poema.
Amar o mundo e sua beleza
E respeitar a natureza…

É ter muita esperança,
Quase como uma criança…
Levantar-se para uma dança
Na mais bela festança.

É, com muita emoção,
Dar um pouquinho de seu coração
A cada um de nós…
São estes os meus avós.

Advertisements

2 thoughts on “Ser avó ou avô – 1991

  1. Oi filhota!

    Sua mae e eu ficamos muito sensibilizados com a homenagem que vc presta a memória de Dona Stael, e tambem muito felizes e orgulhosos com a re-leitura desse seu terno poema, composto com tanta arte e inspiracao quando vc tinha apenas 13 anos de idade.

    Beijos,

    Enviado via iPad

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s