Há muito tempo atrás, amei e fui amada por um poeta. Entre tantos outros poemas que ele me fez, acabei encontrando este entre os meus rascunhos. Nunca entendi porque o sentimento acabou se esvaindo. Um dia acordei e nada mais sentia: o mundo me chamava. Porém, enquanto durou, foi um relacionamento de total entrega e muita poesia. Ele me trouxe a serenidade de que tanto precisava; e, comigo, ele voltou a sorrir, ao reencontrar o aventureiro em si mesmo.

“Me entrego à certeza de que já não sou
Senão em seus braços;
O que foi adquire outra dimensão;
Você é presente e futuro,
A entrega e novo rumo
(mas, aos poucos, também serena lembrança);
Horas a pensar (ou sentir),
Em palavras que comportem
Esse todo que és,
Não serão suficientes.”

Advertisements

One thought on “

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s